quarta-feira, 23 de março de 2016

Papo de mãe: Dislipidemia infantil - O que é e suas causas.

    Oi pessoal, tudo bem com vocês? O papo de hoje vai sair  um pouco dos assuntos mais comuns do blog e vamos falar sobre saúde infantil, ok.
     Vou contar bem resumido de como descobrimos esse problema em nossa filha Marcela. Num exame de rotina, quando ela tinha 3 anos, ela teve um leve aumento nas taxas de gorduras que foi mostrado nos resultados, mas nada alarmante, a pediatra dela não fez muito alvoroço e pediu pra refazermos em seis meses, quando voltamos com resultado, que estavam ainda mais alto, minha filha foi encaminhada pra uma Endocrinologista Infantil, e la conversamos, e nós, que já tínhamos uma alimentação sempre saudável, tivemos que passar pela nutricionista para aprendermos uma nova rotina alimentar pra nossa filha, e mudamos tudo, desde leite desnatado, ao adoçante, eliminamos certos alimentos e incluímos outros em nossa alimentação, porque funciona assim  - a família toda faz a reeducação alimentar, porque só a criança fazendo, nunca vai se conscientizar, se ver os pais comendo o que não deve -  passamos dois anos e sempre aumentando esses níveis de gordura, então fizemos outros exames e foi constatado que ela tem uma problema genético, o fígado que é responsável por 70% da produção de gordura em nosso organismo,  no caso dela, essa produção é maior, e ela foi diagnosticada com Dislipidemia. 


Mas o que é Dislipidemia: Não sou especialista, só vou repassar o que a Endócrina nos explicou: Crianças com alimentação errada, obesidade, sedentárias e outros, podem causar esse problema, mas a minha filha não tem nenhum desses casos citados acima, o dele é disfunção do fígado, em resumo, temos dois tipos de colesterol em nosso organismo, o HDL "Colesterol bom" e o LDL "colesterol ruim" no caso da minha filha, o HDL é muito baixo e o LDL é muito alto, e deveria ser o contrário, o organismo dela estoca o necessário e o restante ou muito dessa gordura não é eliminada e fica no sangue, o que pode causar entupimentos de veias e em situações mais graves, infartos e derrames, basicamente é isso.

Num primeiro momento, e na verdade ainda estamos, triste com esse diagnostico, porque nossa filha é uma criança magra, ativa, e quem conhece nossa história sabe das dificuldades que tive na gestação dela, que teve que lutar pela vida, lembrando que esses problemas gestacionais não tem ligação com o problema atual, e sempre tivemos cuidados com nossa alimentação, ainda estamos lidando com tudo isso e sempre a mantivemos ciente do que acontece com ela, de que  vai ter que fazer dieta pra vida toda, se quiser ser uma adulta saudável e sem correr o risco de ter problemas causados pela Dislipidemias, conhecido também por Hiperlipidemias ou Hiperlipoproteinemias

    Maiores dificuldades: Manter a minha filha longe de alimentos que sejam gordurosos, industrializados e doces em geral, e estamos evitando ao máximo quebrar essa rotina alimentar para que ela possa ir em aniversários de coleguinhas (Já tivemos que abrir mão de festas de amiguinhos por causa da dieta dela) e poder comer uma ou duas guloseimas quando for em uma festinha, ela teve liberação de uma a duas refeições calóricas por mês e incluir atividades recreativas que façam ela se movimentar. 

Alimentação: começamos a inserir grãos, frutas, verduras, mais ovos e peixes em nossa alimentação, ela tem que comer pelo menos uma colher de aveia em flocos por dia, que ajuda muito, comer azeite extra virgem, e nozes, castanhas. Evitar bolos industrializados, sucos de caixinha, alimentos ricos em gutem, carboidratos, quero depois fazer post com receitinhas saudáveis pra dividir com vocês.
    Nossa filha é muito consciente apesar da idade e já sabe dizer não pra alimentos que ela não deve comer, ela teve que ser "treinada" pra isso e hoje temos muita tranquilidade, porque ela simplesmente recusa aquilo que não deve consumir e avisa que está em dieta, sempre mostramos o que ela pode e que não pode pra conscientiza-la.
Quero Deixar aqui o meu alerta a todos os papais e mamães, façam exames em seus filhos, não quero causar terror em ninguém, mas ao descobrir cedo, minha filha não precisa tomar remédios. Aquele velho ditado de nossos avós: Prevenir é melhor que remediar.
Fiquem com DEUS e beijos.



quarta-feira, 16 de março de 2016

Sardas falsas "fake": A febre do momento

     Oi pessoal, tudo bem com vocês? A gente sabe que vira e mexe a mulherada está procurando artifícios pra esconder aquela parte do rosto que não gosta ou evidenciar o que tem de mais bonito e por aí vai, né mesmo? Então leia esse post até o final e se surpreenda. 

     Se você tem sardas, aquelas pintinhas, que surgem principalmente na região do nariz, alto da maçã do rosto, ou tem o corpo completamente salpicado pelas mesmas, e seu desejo é de elimina-las por completo, eu sugiro que repense, porque ter a pele, mesmo que bem maquiada ou iluminada com a técnica conhecido por strobing  leia sobre o assunto aqui,  onde deixa um efeito natural e já ganhou o gosto das mulheres faz tempo, o charme agora é justamente mostrar as sardas, e isso não é pra ir na festa de São João não, rsrsrs é pra badalar mesmo, e pra quem não as tem de forma natural, estão "apelando" pra makes que dão impressão de uma pele, mesmo que bem coberta com corretivo, base e pó, demonstre o contrário.
   
Quem faz uso desse truque, fala que o melhor é usar um lápis cor marrom ou sombra, não muito longe do seu tom de pele, com a ponta mais grossa pra que as pintinhas saiam de formas desiguais e deixar um efeito o mais natural possível, depois dar batidinhas com a ponta dos dedos e aplicar um pó translucido por cima, pra fixar a marcação.

Já outras, usam um grampo, passando sombra marrom nas duas pontas e fazendo várias marcações em todo o rosto, depois bater com o dedo ou aquelas esponjas beauty blender suavemente por cima das marcas, só para deixá-las menos evidentes, isso, depois da pele toda trabalhada.



Tem vários tutoriais na internet ensinando como se faz. Agora basta você se inspirar. 

Você gostou da novidade?

Beijos e fiquem com
DEUS







terça-feira, 8 de março de 2016

A versatilidade da calça jogging

   Oi meninas tudo bem com vocês? Já devem ter visto essas calças por aí né mesmo, as joggings, que saiu do moletom/academia e ganhou as ruas com muito estilo e  deixando os looks muitas vezes com extrema sofisticação. 
    Elas vão desde as mais tradicionais no tecido moletom mesmo, aquele cinza que usamos pra ficarmos jogados no sofá em casa, até tecidos mais nobres como o couro e seda. 
Vai ai alguns looks pra te inspirar, e só lembrando que quem tem pernas grossas ou não é muito alta, o ideal é deixá-la comprida, sem arregaçar a barra, como nesta fotos exemplo, logo abaixo.

Looks para você se inspirar

Versão cinza, muito usada, estilo moletom mesmo.

Versão mais sofisticada da jogging

Várias formas de usar, com ou sem jaquetas

As meninas gordas ou com mais curvas podem muito usar.
Duas versões muito lindas, agora é só arrasar.

Espero que tenham gostado...
Beijos e fiquem com DEUS.

terça-feira, 1 de março de 2016

Tendência: Sapatos/Sandálias com meia

   Oi gente, estava afim de falar um pouco dessa tendência, já não tão nova assim, mas quem segue as blogguers fashions e estava ligada nos últimos desfiles de Nova York e Milão, foi muito visto tanto nas passarelas, como também entre as fashionistas que frequentaram a primeira fila dos desfiles, são as sandálias e sapatos com meias, mas não é qualquer meia, aquelas delicadas, ou que cobrem toda a perna, são meias que você talvez usaria com tênis, essas grossas, muitas meninas até mostrando marcas usadas na pratica esportiva. 

   O Brasil é um país tropical e usar uma meia grossa com sapatos parece ser um tanto inadequado, mas quando falamos de moda, isso não é levado em consideração, não temos o frio extremos da Europa e outras regiões mundo afora, porém, isso não é uma máxima para não usarmos, né mesmo?



   Considero uma tendência bem legal, e bastar querer ousar e usar, como eu sempre digo, a moda tem que ser divertido, quem sabe eu não compre umas meias e comece a aderir à novidade. 
Desfile de Milão/2016


E aí, o que acharam???
Beijos e fiquem com Deus.